Como Estabelecer Limites Saudáveis no Trabalho?

Rita
Como Estabelecer Limites Saudáveis no Trabalho

Certamente já te deparaste com a expressão “impor limites”, seja através de um livro, um programa de televisão, numa série ou até no Instagram de um coach de carreira. Mas talvez tenhas pensado que não era para ti porque não sabias bem como fazer e não te sentes bem em impor o que quer que seja… Pois bem, e se eu te disser que podes estabelecer limites saudáveis no trabalho? Uma forma bem mais floreada de te dizer que está na altura de dizeres alguns “não” e de te fazeres ouvir. Sim, há uma razão pela qual definir limites é tão importante e cada vez mais precisamos de o fazer. Se é fácil? Digo-te já que não.
Aliás, não só é difícil, mas com a integração do trabalho com a nossa vida pessoal (afinal também precisamos de a ter), do trabalho remoto, a crescente adaptação a todas as novas ferramentas digitais (há sempre nova que alguém da equipa quer experimentar) e a competitividade cada vez maior no local de trabalho – estabelecer limites é um problema comum.

Pensa em estabelecer limites como se fosse um exercício onde consegues remover o excesso que está presente na tua vida profissional, para conseguires ter tempo e espaço para fazeres aquilo que realmente precisa de ser feito, o que és excelente a fazer e o que adoras fazer. Assim como é necessário fazer uma limpeza ao teu armário ou à despensa – está na hora de fazer o mesmo com os teus velhos hábitos no local de trabalho e aquilo que permites (e não queres) que aconteça.

E para te ajudar, aqui estão 7 dicas de como podes estabelecer limites saudáveis no teu local de trabalho:

Quais são afinal os teus limites?

Antes de passares à ação, propriamente dita, é importante que te sentes e penses sobre quais são os limites que queres estabelecer no teu trabalho. Temos consciência sobre as formas mais comuns de definir limites: manter uma rotina de tarefas ou não verificar e-mails após uma certa hora, por exemplo. Embora sejam maneiras importantes de te preparares para o sucesso, é fundamental que pares para pensar sobre como queres que realmente seja o teu dia. Reserva 30 minutos do teu dia, pode até ser no final de um domingo, e escreve sobre como gostarias que fosse o teu dia perfeito, incluindo o tempo que passas a trabalhar.

Isso pode incluir saíres a uma determinada hora (respeitando o teu horário) para ires ao ginásio? O que precisas de concluir durante a semana para te sentires pronta para aproveitar o fim-de-semana sem pensar em trabalho? O que gostarias de mudar no teu trabalho? Quais as tarefas que gostas e as que menos gostas de executar? Como gostarias de falar com alguém sobre um determinado assunto que sentes que te está a consumir?

Descobre o que consegues facilmente introduzir na tua rotina e também o que consegues suprimir – nomeadamente algumas tarefas. Assim como falar com uma ou outra pessoa sobre determinadas ações que pode estar a ter contigo, muitas vezes sem se dar conta. Mas lá está, faz tudo ao teu ritmo, e quando achares que é a melhor altura.

Comunica esses limites

Depois de definires o que gostarias de implementar na tua vida profissional, é hora de colocares em prática. O primeiro passo? Comunicar as tuas necessidades – apesar de não ser fácil, é necessário. Como queres que respeitem os teus limites se não sabem que existem?
Fala com o teu chefe e com a tua equipa, sobre o que precisas que seja ajustado. Se necessitas de fazer uma pausa a meio da manhã para comer algo, adiciona-o ao teu calendário e informa o teu chefe sobre essa necessidade.

Se queres estabelecer limites saudáveis no trabalho, e pretendes que as comunicações da empresa deixem de ser feitas para o teu número pessoal no Whatsapp, por exemplo, deves verbalizar que gostarias que fossem feitas apenas na plataforma de comunicação da empresa, ou por e-mail, e apenas durante o horário de trabalho.

Coloca-os em prática

Agora que já comunicaste os teus limites, respeitando também as práticas da empresa (e claro, a lei do trabalho) e confirmaste que a tua chefia direta está de acordo, então é agora que deves colocar em prática e não ceder. Sim, é normal que nos primeiros tempos existam pequenas falhas, que os teus colegas e o teu chefe não respeitem logo à primeira tentantiva, mas não deixes que isso aconteça mais do que uma vez – relembra-os logo de seguida.

Se usas o Slack no teu trabalho, sabias que esta ferramenta possui um recurso para conectar a tua Google Agenda, facilitando assim que os teus colegas ou chefes possam perceber desde logo se estás disponível ou numa reunião, por exemplo. Por isso, passa à ação e configura no teu calendário qual o horário de almoço, pausas e de saída, e relembra quem se fizer de esquecido que não vais responder ao e-mail que enviaram às 19:45h, enquanto fazes o teu jantar. Além disso, adiciona blocos de tempo para realizar projetos de maior dimensão, por exemplo.

Redefine a forma como trabalhas

Se lideras uma equipa, é importante que definam qual a forma mais eficiente e benéfica de se comunicarem. Há quem prefira e-mails, há quem prefira Whatsapp, há quem prefira e-mails e Slack, apenas o Slack… o que pode tornar a comunicação ineficaz e acaba por ser frustrante.
Conversa com o teu chefe e com a tua equipa, sejas a líder ou não, sobre quais as formas de comunicação que consideras serem as melhores tendo em conta o teu trabalho e o dos outros. Por exemplo, se alguém te envia documentos por Whatsapp e preferes receber recebê-los por e-mail para que não se percam, pede exatamente isso.

É verdade o que dizem: pede e receberás. Se alguém não sabe que preferes as coisas de uma determinada maneira, como irão perceber que devem mudar?

Esta ferramenta pode ser uma grande ajuda se estás a pensar mudar de emprego ou de carreira. É um Workbook com + de 150 perguntas e exercícios aprovado por uma Coach de Carreira certificada pelo ICF.

Revê com antecedência prazos, tarefas e projetos

Algo que muitas vezes ajuda as equipas a manter o foco durante a semana e ameniza as dúvidas durante o dia de trabalho, melhorando os limites de todos, é fazer check-ins semanais no início ou no final da semana.

Usa essas reuniões rápidas para perceber o que está no radar naquela semana e quem está fazer o quê. Se precisas de saber qual o prazo, pergunta diretamente. Isso diminuirá a quantidade de e-mails ou mensagens que vais receber a questionar se já está pronto, e vai fazer com que consigas ter mais segurança a gerir o teu tempo de entrega ou o da tua equipa.

Assume o significado de estar de folga

Embora seja fácil entrar na mentalidade de que precisas de estar sempre “on” se queres ter sucesso, não é uma maneira sustentável de continuar a tua carreira. Afinal, o significado de “estar de folga”, no dicionário, é interrupção de trabalho e é importante que o faças para a tua saúde mental. Nem sempre é fácil, mas é necessário e a verdade é esta: se não consegues descansar ao fim-de-semana porque precisas de terminar esta ou aquela tarefa, lamento informar mas trata-se de má gestão.

Isso mesmo! Uma gestão ineficiente ao longo da semana, leva a que não consigas terminar o teu trabalho. Se tens demasiadas tarefas para executar, fala com o teu chefe. Se é uma questão própria de organização, organiza a tua semana, diz não a novas tarefas que apenas te vão sobrecarregar (aprender a dizer não é uma das formas mais eficazes de gestão) e tenta colocar em prática estas dicas de produtividade – vão certamente ajudar-te.

Impor limites é fundamental, mas…

Todas estas dicas para estabelecer limites saudáveis no trabalho são ótimas na teoria, certo?
No entanto, há momentos em que esses limites podem vir a não funcionar de todo, ou podem ter de vir a ser reajustados. Por exemplo, se houver um assunto urgente no trabalho (que seja realmente urgente), podes ter de ficar mais uma hora naquele dia e ir ao ginásio no dia seguinte. Se receberes um e-mail que precisa de uma resposta imediata, podes fazer uma pausa no projeto em que estás a trabalhar e continuar de seguida. Lá está, uma vez não são vezes.

A chave para uma carreira de sucesso é saber quando as coisas são urgentes, quando são uma prioridade, quando não tem assim tanta importância e como conciliar todos os intermediários para que tudo corra de forma eficiente.

E sim, eu sei que nem sempre todos estes hábitos, dicas ou desejos de estabelecer os nossos limites são possíveis até porque dependem também do teu local de trabalho. Por isso, o mais importante é perceberes o que funciona realmente para ti. Não tens que seguir à risca o que aqui te disse, até porque o que funciona para alguém pode não funcionar de todo para ti. Mas acredita que, um pequeno passo que possas dar hoje hoje vai fazer com que aos poucos possas mudar para melhor o que estás a sentir.

Total
0
Partilhas
Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigo Anterior
10 Dicas para ter um Cabelo Saudável

10 Dicas para Conseguires um Cabelo Saudável

Próximo Artigo
10 Dicas para Manteres uma Alimentação Saudável

10 Dicas para Manteres uma Alimentação Saudável - Sem Dietas

Artigos Relacionados
Total
0
Partilha